Defesa Animal

19 de março de 2018


02-10
(Emissão Postal Especial)

02-Defesa Animal
(Emissão Postal Especial)
Carimbo de Pré-Lançamento

02-Defesa Animal
(Emissão Postal Especial)
Carimbo comemorativo de 1º dia de circulação
————————————————————–
SOBRE O SELO

A proteção aos animais tem conquistado um espaço importante nos debates por todo o mundo. Para representar a causa, a arte foi ilustrada com os animais domésticos mais comuns do Brasil: o cão e o gato, ambos sem raça definida (SRD). As palavras de amor, respeito e vida que compõem a criação, pairam sobre a ilustração dos animais significando os sentimentos de acolhimento e proteção dos animais domésticos. Abaixo, a frase “Defesa Animal” expressa toda a emoção inerente à causa. Foram utilizados as técnicas de ilustração em tinta aquarela e computação gráfica.

DETALHES TÉCNICOS

Edital nº 2 Arte: Carolina Spina e Marcela Tenório Processo de Impressão: ofsete Papel: cuchê gomado Folha com 12 selos Valor facial: 1º Porte Carta Comercial Tiragem: 120.000 selos Área de desenho: 21mm x 39mm Dimensão do selo: 26mm x 44mm Picotagem: 11,5 x 11 Data de pré-lançamento: 16/03/2018 Local de pré-lançamento: Brasília/DF Data de emissão: 19/03/2018 Local de lançamento: Brasília/DF Impressão: Casa da Moeda do Brasil Cód. de comercialização: 852012586

————————————————————–
Texto descritivo do Edital
DEFESA ANIMAL

A defesa dos animais apresenta sua perspectiva de uma nova visão onde cabe ao homem atuar e se responsabilizar por outros seres vivos não-humanos, para dotar os animais de direitos. Tratar dos direitos animais é mais que uma questão ética, é também uma atitude de saúde pública, de economia, de sociologia, entre outras tantas vertentes que saíram deste contexto. A situação de abandono de animais pode resultar em acidentes de trânsito, disseminação de doenças, gastos em controle populacional e deseducação das pessoas em relação à vida.

Em recente pesquisa, o IBGE revelou que o brasileiro cria mais cachorros que filhos. As relações entre os animais e seus tutores também mudaram e hoje muitos deles são considerados membros da família. Além disso, há um reconhecimento científico de que os animais são seres sencientes, ou seja, eles são capazes de sentir e manifestar alegria, amor, dor, medo, por exemplo. No Brasil, com a promulgação da Constituição Federal de 1988, passou-se a tutelar a fauna e todas as formas de animais não-humanos, elevando-se a proteção do bem ambiental. Fazem jus à proteção constitucional a fauna doméstica como os cães e gatos em situação de abandonados, gado, frangos de corte, galinhas poedeiras, entre outros, e a sua exploração.

Submetê-los a maus-tratos e crueldade, é crime. É de suma importância entender que devemos não apenas evitar o sofrimento dos animais, mas tentar impedir de todas as formas que estes venham a sofrer pelas nossas mãos e penalizar aqueles que desrespeitam esses princípios.

A esperança de um futuro melhor para todos os seres é um sentimento que vem ganhando força não apenas nos discursos, como também através de ações. Hoje podemos ver pessoas alimentando animais nas ruas, adotando animais, participando de campanhas de esterilização e investindo recursos próprios para que essa mudança de realidade aconteça.

A defesa animal luta para conquistar direitos estabelecidos em leis e para garantir a própria vida animal em si, e tem conquistado adeptos por todo o mundo em um movimento baseado na necessidade de respeito entre as espécies e o meio ambiente. E esta luta está ganhando cada vez mais força e representação. É uma ação pela vida, pela bondade, pela ética e pela justiça. Não há como pensar na formação de verdadeiros cidadãos sem avaliar a maneira como eles interagem entre si, com os outros seres, com o meio ambiente e com o que é público e privado.

O caminho é a reeducação da população, trabalho que vem sendo realizado por diversas ONG’s, mas que deverá ser adotada e apoiado pelo Estado, e aplicado em escolas, visando educar os jovens a respeitar todos os seres vivos. Essas ações podem minimizar o sofrimento de milhares de animais que nascem diariamente no Brasil. Com a pressão de uma sociedade mais educada, mais consciente de seus deveres, pode-se esperar uma melhora na questão do entendimento de nossas obrigações com os animais e sua nova caracterização como sujeitos de direito.

Com essa emissão, os Correios destacam a defesa animal e sua luta para conquistar direitos estabelecidos em leis e para garantir a própria vida animal em si, em um movimento baseado na necessidade de respeito entre as espécies e o meio ambiente.

Marcela (Zetta) Tenório
Projeto Amiga Zetta de educação
para crianças e jovens na causa animal
————————————————————–
Veja a íntegra do Edital (Arquivo .pdf)

Edital 2 – 2018
Defesa Animal
(Emissão Postal Especial)